terça-feira, 14 de fevereiro de 2006

Ainda Microsoft X Google

Aproveitando a inspiração que essas duas empresas que admiro muito estão proporcionando (os caras são bons mesmo, sou fã dos dois), vou comentar um pouco sobre uma disputa em particular, no que diz respeito a serviços de e-mail e mensagens instantâneas: Hotmail X Gmail e MSN Messenger X Google Talk.

O Hotmail foi meu primeiro e-mail. Criei a conta lzanuz@hotmail.com nos idos 1995, quando iniciava a faculdade de informática, época em que os sites modernos eram os que possuíam frames, novidade na época. Vou ficar com ele para sempre. É de estimação. No entanto, o Hotmail havia parado completamente no tempo. 2 Mb de espaço era o que tínhamos gratuitamente disponível. Então, surgiu o Gmail, com seus espaçosos 1 Gb de espaço (atualmente quase 3 Gb e contando). Mas o Google, sempre eficiente no seu marketing, só permitia convidados. Convites eram leiloados e vendidos pela web. Bom, logo consegui o meu: lucianozanuz@gmail.com. Confesso que no início não gostei. Preferia organizar meus e-mails em pastas e aquela história de labels não me seduzia. Mudei de opinião. Hoje sou fã incondicional da limpeza, leveza e presteza do Gmail, ante a lentidão, show de propagandas e spams do Hotmail.

Mas a Microsoft está alterando seu e-mail. Estou tendo a 'honra" de ser um dos usuários precoces do substituto do Hotmail, o Windows Live Mail Beta. Admito que a interface melhorou, ficando mais parecido com um cliente tipo Outlook Express. No entanto, a Microsoft, novamente, deixou a ferramenta lenta demais. Até parece que Bill Gates é dono da Intel ou da AMD, porque exige um processamento infernal. Pois é, então, qual é o vencedor no quesito e-mail? Embora também na versão Beta, meu voto não poderia deixar de ser dele: Gmail.

Outra disputa que está começando a acontecer é entre os softwares de mensagens instântaneas. O Messenger, que desbancou implacavelmente o saudososo ICQ, segue na frente, possuindo uma fatia muito grande do mercado. O Google Talk (Beta; aliás, o Google está com essa mania de tudo ser Beta, já está começando a encher) ainda está muito ingênuo, com poucas funcionalidades e decididamente muito simplório. Então, aqui a escolha não pode deixar de ser o Messenger.

Porém, a Microsoft, neste software, também abusou de mecanismos inúteis e de frescuras, tornando-o muito pesado. A versão Windows Live Messenger Beta, que estou testando, está insuportável. Se não ficar mais leve e mais ágil vai perder terreno, porque já vi pessoas instalarem esta nova versão e logo desinstalarem porque não aprovaram-na. Enquanto a Microsoft segue uma trilha de frescuras, o Google segue um caminho de profissionalismo acima de tudo, embora uma ou outra brincadeira de vez em quando (Google Moon, por exemplo).

De qualquer maneira, esta briga ainda vai longe. De uma lado um gigante, a Microsoft, e seus softwares consumidores de recursos. De outro lado, outro gigante, o Google, com seus softwares inovadores e leves, que poupam recursos do computador e mesmo assim deixam seus usuários muito satisfeitos.

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2006

Microsoft X Google

Duas das principais empresas de software do mundo estão travando, já há algum tempo, um duelo muito interessante em diversas frentes. A Microsoft, ainda soberana do software, já está acostumada a enfrentar forte concorrência, até mesmo porque ela está presente em uma infinidade de setores de software, como todos sabem. Porém, não desmerecendo os outros concorrentes, desta vez parece que a coisa tá ficando preta para a turma do Bill Gates. Muitos de vocês podem pensar que talvez eu esteja exagerando ou, até mesmo, "viajando", mas penso diferente.

Já vi a Microsoft, que no início não acreditava nem no potencial da Web, aparecer praticamente do nada com seu Internet Explorer e desbancar, sem nenhuma pena, o saudoso Netscape Navigator (lembram dos cometinhas enquanto as páginas eram carregadas?). Já a vi a turma do pingüim, há anos, esperneando e até conseguindo certo prestígio, porém, ainda não o suficiente (e quero deixar claro que sou fã do Linux) para desbancar o discutível Windows. Já vi disputas com IBM, Sun, Oracle e muitos outros, alguns até sobressaindo-se em suas disputas localizadas. No entanto, com o Google é diferente.

O Google simplesmente vem por todos os lados, e vem forte. Vai comprando tudo que é start up, fazendo tudo que é tipo de experiência com software, deixando seus funcionários livres para criar novos produtos, e crescendo, crescendo muito, como nunca antes fora visto em Tecnologia de Informação. O próprio Google Search, Gmail, Talk, Earth, Maps, Videos, Grupos e uma infinidade de produtos estão aí. E muitos mais deverão vir, para atrapalhar de vez a ainda imbatível Microsoft

Esta briga está cada vez mais bonita. Vale a pena acompanhar de perto, porque, sem dúvida alguma, quem vencerá acima de tudo será o usuário de tecnologia, que contará com mais softwares e serviços de qualidade, cada vez mais.