quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Mozilla Ubiquity: linha de comando para a Web 2.0?

Instalei o Google Chrome no dia do lançamento, usei-o um pouco mas logo voltei para o excelente Mozilla Firefox, pelo menos por enquanto. Embora eu tenha apreço por softwares Google styled, ou seja, leve e simples, o Chrome está ainda muito prematuro.

Existem centenas (ou milhares?) de complementos para o Firefox, os quais melhoram e muito a experiência de navegação e até mesmo tarefas mais sérias como a de web designers (sem esquecer da plataforma de desenvolvimento baseada na linguagem XUL). Quem usa não consegue mais viver sem, ou seja, fica viciado. Por isso eu não uso! Pelo menos por enquanto... Na verdade, a razão de eu não ter continuado a usar o Chrome foi uma constatação prática de que ele consumia mais memória do que o Firefox, embora este também não seja muito bom nisso. Creio que em breve essa deficiência do Chrome deverá ser resolvida. No Firefox o problema é antigo.

Escrevo sobre isso porque hoje deparei-me com uma grande novidade: Mozilla Ubiquity. Embora esteja numa versão bem inicial (0.1), parece ser algo bem interessante, conforme pode ser constatado no vídeo abaixo. Será o Mozilla Ubiquity uma linha de comando para a Web 2.0?


Ubiquity for Firefox from Aza Raskin on Vimeo

2 comentários:

Gustavo disse...

Impressionante esse Ubiquity. Quem sabe agora eu me puxo e baixo o Firefox de uma vez por todas?

Luciano Zanuz disse...

Não tenha dúvidas quanto à qualidade do Firefox, mesmo sem nenhum complemtento. Mas se quiseres usar algum e melhorar a experiência de navegação, pesquise na página web do Firefox e ficarás impressionado com o que existe.