sábado, 13 de setembro de 2008

Um pouco sobre o Portal do Software Público Brasileiro

O software livre é uma realidade já há algum tempo, com uma grande quantidade de softwares desse tipo sendo usados massivamente pelo mundo todo. A partir disso, surgiram diversos portais na web para suportarem o desenvolvimento de projetos de software livre. Talvez o mais importante deles seja o Sourceforge.net, que compreende uma grande parte dos projetos de pesquisa, acadêmicos ou não, e também softwares comerciais. Se alguém não conhece o portal, sugiro gastar um tempo para navegar por ele, pois a quantidade de software impressiona, tem praticamente tudo. Outro portal que lembrei agora é o Tigris.org, mas esse foca em algo mais específico: ferramentas de engenharia de software. Além desses existem outros tantos.

Uma bela iniciativa nacional, do governo federal, impressiona: o Portal do Software Público Brasileiro. Esse portal iniciou com a disponibilização do sistema de inventário Cacic, desenvolvido pela Dataprev. O objetivo é o compartilhamento de soluções entre as instituições públicas, em particular as instituições de informática pública. Dessa forma, qualquer esforço de implementação de um sistema de informática pelo governo, assim que finalizasse, poderia ser disponibilizado livremente para todas as instituições, públicas e privadas. Importante salientar também que, quando um software é disponibilizado livremente num portal com licença GPL, ele passa a contar com uma comunidade de desenvolvedores e usuários, que provêem o crescimento do software. Atualmente, o Portal do Software Público Brasileiro conta inclusive com softwares de sucesso criados por empresas privadas que preferiram disponibilizá-lo livremente para a população do que vendê-lo. Como essas empresas ganharão dinheiro? Vendendo serviços, é claro!

Transcrevo abaixo a lista de softwares atual do portal, a qual está em constante crescimento. Bom proveito!

Cacic (12335 membros)

Primeiro Software Público do Governo Federal, resultado do Consórcio de Cooperação entre a SLTI - Secretaria de Logística Tecnologia da Informação, do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão - MPOG e a DATAPREV - Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social, desenvolvido pelo Escritório Regional da DATAPREV no Espírito Santo. O Cacic é capaz de fornecer um diagnóstico preciso do parque computacional e disponibilizar informações como o número de equipamentos e sua distribuição nos mais diversos órgãos, os tipos de softwares utilizados e licenciados, configurações de hardware, entre outras. Também pode fornecer informações patrimoniais e a localização física dos equipamentos, ampliando o controle do parque computacional e a segurança na rede. Desenvolvedor DATAPREV - Empresa de Processamento de Dados da Previdência Social Linguagem Php, Perl, Python, Delphi Banco de Dados Mysql

Sisau-Saci-Contra (2173 membros)

Software de atendimento aos usuários, Sistema de gerenciamento de Portais e de controle de acesso. Desenvolvedor: Ministério do Desenvolvimento Agrário Linguagem: PHP Banco de Dados: PostgreSQL

GSAN (856 membros)

Sistema integrado de gestão de serviços de saneamento. O GSAN é um sistema, desenvolvido com ferramentas de software livre, de Gerência de Operações Comerciais e de Controle da execução de serviços internos, disponível gratuitamente para prestadores dos serviços de saneamento brasileiros e para atendimento de seus usuários. O GSNA foi criado com o objetivo de elevar o nível de desempenho e de eficiência das empresas de abastecimento de água e coleta de esgotos, e pode ser adaptado a empresas de pequeno, médio e grande portes.

SGD - Sistema de Gestão de Demandas (3884 membros)

O SGD foi desenvolvido dentro da filosofia de software livre para atender as necessidades da TI, transformando as demandas internas em projetos que são controlados pelo escritório de projetos, melhorando conseqüentemente a qualidade do atendimento do serviço público. Contudo, por sua flexibilidade, a ferramenta pode ser utilizada por qualquer área, órgão público ou empresa que deseje o efetivo controle de suas demandas. O sistema apesar de empregar técnicas voltadas a orientação de objetos, adoção de linguagem de programação livre e a arquitetura do sistema estruturada em três camadas, tem a preocupação da adoção de padrões abertos, bem como a aderência com a política de software livre do governo federal.

Sigati (1481 membros)

O Sigati é uma ferramenta gráfica que consolida em uma única interface a administração de serviços de diretório distribuído baseados no OpenLDAP, permitindo a administração de objetos, partições, réplicas, esquemas e listas de controle de acesso. Diferentemente de outras ferramentas livres existentes, que geralmente provêem apenas administração de objetos, o Sigati permite um gerenciamento mais amplo, facilitando a execução de atividades complexas e evitando que o administrador tenha que editar manualmente os arquivos de configuração do diretório. Desenvolvedor: Universidade Católica de Brasília (UCB). Linguagem: Java.

e-Proinfo (2830 membros)

O Ambiente Colaborativo de Aprendizagem - e-ProInfo é um software público, desenvolvido pela Secretaria de Educação a Distância - SEED do Ministério da Educação - MEC e licenciado por meio da GPL-GNU, Licença Pública Geral. Ressaltamos que o e-ProInfo é software público e possui licenciamento específico. O contrato segue às regras da Licença Pública Geral - GPL e deve ser conhecida pelas Instituições que pretendem utilizá-lo. Para obter informações referentes as regras o usuário deverá acessar o link GNU GPL. Equipe e-ProInfo.

KyaPanel (1224 membros)

O KyaPanel é um sistema de gestão para servidores de e-mail que utilizam Postfix, LDAP e Courier. Além da gerência comum ele também está integrado com o Egroupware quando utilizado com Postgres, permitindo a seleção dos aplicativos disponíveis na mesma interface do KyaPanel. Desenvolvido em camadas, o seu core está desenvolvido em Shell Script e sua interface em PHP, que executa o core através de um daemon próprio. Esta estrutura permite que outras interfaces sejam desenvolvidas sem afetar o comportamento do sistema. Em sua nova série o KyaPanel esta 100% integrado ao LDAP, MySQL e PostgreSQL. Basta selecionar a base que melhor lhe atender. Abaixo estão todas as características do KyaPanel.

OpenACS (809 membros)

OpenACS é um framework de desenvolvimento web que usa servidor web AOLServer, banco de dados PostgreSQL e linguagem TCL. Junto com o aplicativo .LRN, é a ferramenta utilizada pelo Portal do Software Público Brasileiro.

Cocar (3676 membros)

O CONTROLADOR CENTRALIZADO DO AMBIENTE DE REDE ­ COCAR foi desenvolvido pelo DERE com o objetivo de disponibilizar, para todos os escritórios, uma ferramenta para monitoração do tráfego nos circuitos da rede de acesso e fornecer alarmes informativos de queda de performance nestes circuitos com o armazenamento dos dados coletados.

Ginga (4311 membros)

Ginga é a camada de software intermediário (middleware) que permite o desenvolvimento de aplicações interativas para a TV Digital de forma independente da plataforma de hardware dos fabricantes de terminais de acesso (set-top boxes). Resultado de anos de pesquisas lideradas pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) e pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Ginga reúne um conjunto de tecnologias e inovações brasileiras que o tornam a especificação de middleware mais avançada e, ao mesmo tempo, mais adequada à realidade do país. O Middleware Ginga pode ser dividido em dois subsistemas principais, que permitem o desenvolvimento de aplicações seguindo dois paradigmas de programação diferentes. Dependendo das funcionalidades requeridas no projeto de cada aplicação, um paradigma possuirá uma melhor adequação que o outro.

I3GEO (1829 membros)

O I3Geo é um software para internet baseado em um conjunto de outros softwares livres, principalmente o Mapserver. O foco principal é a disponibilização de dados ao público aliados a um conjunto de ferramentas de navegação, geração de análises, compartilhamento e geração de mapas sob demanda.

InVesalius (1509 membros)

InVesalius é um software público para área de saúde que visa auxiliar o diagnóstico e o planejamento cirúrgico. A partir de imagens em duas dimensões (2D) obtidas através de equipamentos de tomografia computadorizada ou ressonância magnética, o programa permite criar modelos virtuais em três dimensões (3D) correspondentes às estruturas anatômicas dos pacientes em acompanhamento médico. O software tem demonstrado grande versatilidade e vem contribuindo com diversas áreas dentre as quais medicina, odontologia, veterinária, arqueologia e engenharia. O programa foi desenvolvido pelo CenPRA (Centro de Pesquisas Renato Archer), unidade do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), através das linguagens de programação Python e C++. Atualmente opera apenas em Windows, sendo que é licenciado pela CC-GNU GPL (Licença Pública Geral) versão 2 (em português).

LightBase (766 membros)

A solução LightBase é um banco de dados textual multimídia e reúne um ambiente de desenvolvimento rápido de aplicações e um servidor tridimensional para recuperação textual, possibilitando um rápido acesso a qualquer informação da base de dados. A ferramenta foi disponbilizada em conjunto com o GoldenDoc. O GoldenDoc fornece um conjunto de frameworks Web para a implantação de soluções voltadas para o gerenciamento de informações e arquivos eletrônicos, focando na captação, ajustes, distribuição e organização dos conteúdos para apoio aos processos operacionais, com base em informações estruturadas ou não. A solução possibilita a recuperação de qualquer tipo de documento e ao mesmo tempo dispõe de recursos avançados para o gerenciamento do conteúdo digital. As duas soluções foram disponibilizadas pela empresa Light Infocon Tecnologia S/A no Portal do Software Público.

Curupira (1624 membros)

Solução corporativa em Software Livre, desenvolvida pela equipe da CAIXA, utilizando código aberto e executado sob o sistema operacional Linux, que permite o gerenciamento dos processos de impressão através da gestão racional dos elevados custos, volumes de impressão, insumos, permissões e eficiência do uso em redes corporativas.

Sagui (604 membros)

O SAGUI gerencia todas as estações GNU/Linux. Com ele é possível executar scripts (seqüência de comandos em linguagem de computador) de correção, customização ou coleta de informações de forma centralizada. Através de patches, é possível ainda definir o escopo de aplicação: se em toda a rede ou parte dela. Sua implementação aumentou a produtividade dos Centros de Especialização do Serpro (estruturas ligadas à Superintendência de Tecnologia da Informação, com capacidade para atender tecnicamente qualquer demanda em TIC e suporte às áreas de infra-estrutura)

Xemelê (558 membros)

Este grupo busca compartilhar soluções para fomento da comunicação interativa e dos processos colaborativos utilizando a plataforma Internet. Estamos falando de ferramentas para gerenciamento de sites, blogs, chats, wikis, e também de ambientes para integração de serviços de e-mail, agenda, workflow, etc. Para o código (até o momento) utilizamos HTML, PHP, JavaScript, Jquery, e banco de dados MySql. Entretanto é importante destacar que a comunidade Xemelê busca atender ao público que não domina código, mas ainda assim deseja explorar o potencial de comunicação interativa e colaboração da Internet.

Nenhum comentário: