terça-feira, 4 de novembro de 2008

CLT x PJ: 9 por 1 na GPTI

Voltando à questão CLT x PJ, já abordada diversas vezes por este blog, apresento abaixo uma reportagem que saiu hoje no Baguete, que mostra o caso de uma empresa que está apostando todas as fichas no regime CLT. Grifos do blog.

A GPTI S.A. encerrou o mês de outubro com aproximadamente 90% de seus profissionais já atuando nos moldes do regime CLT.

A expectativa da empresa é alcançar 100% de CLTização de seus 3 mil colaboradores atuais, além de ampliar seu quadro para 5 mil profissionais ainda em 2008.

O objetivo da empresa é minimizar os riscos de passivo trabalhista e tornar-se mais atraente para investidores e mostrar-se como um alternativa para empresas americanas e indianas.

“Há anos, as empresas da área de TI contratam funcionários como pessoas jurídicas. Entretanto, esta prática bastante comum está perdendo espaço”, afirma Roberto Modugno, diretor-executivo de gestão de pessoas da GPTI.

Segundo ele, a empresa acredita que a CLTização, em breve, será assimilada pelo mercado de forma ampla e se tornará uma tendência no segmento, uma vez que há um movimento crescente no mercado em buscar parceiros alinhados com políticas de governança.

3 comentários:

Gustavo Zanuz disse...

Não manjo muito de passivo trabalhista. Mas pelo o que eu pude perceber da nossa gerente de RH, uma terceirização tem que ser MUITO BEM EXECUTADA, para evitar problemas. Tem que ter 1500 contratos diferentes, prevendo qualquer tipo de atividade dentro da empresa e, ainda assim, tem risco de dar m...

Em compensação, a CLT onera AFU. Ou seja, é uma situação perde-perde, não há dúvidas.

Anônimo disse...

Trabalho nesta empresa de bosta !
o resultado foi catastrofico !
Hoje ganhamos R$8,00 de Vale Refeição, o PLR foi mandando para o espaço, foi pago apenas no primeiro ano.
Fomos comprados pela Portugal Telecom (Dedic) e agora estamos com o salario 50% a menos que o mercado de TI paga.
O custo operacional devido a "CLT" subiu assustadoramente.
Nossa qualidade de serviço ficou horrivel, pois a maioria hoje aqui são de estagiarios e para o cliente dizem que são "Senior".
Minha área esta perdendo clientes a cada dia que passa e parece que tudo esta normal.
Parabens Dedic-GPTI !
Pensam que são uma empresa de TI, mas é apenas uma empresa de Call Center que trata os empregados como escravos !
E para não esquecer que os portugueses que vieram para cá são estupidos e mal educados !

Anônimo disse...

Tambem trabalho nesta empresa que hoje virou Dedic-GPTI.
Realmente somos tratados como escravos.
A empresa foi novamente vendida e agora foi adquirida pela OI.
Os salarios continuam baixos e acabaram como PLR e tudo o mais.
Nao tem plano de carreira (como foi prometido no começo).
É ... infelizmente trabalhamos em uma empresa onde sinaliza que estamos indo para o Buraco.
A qualidade do serviço é horrivel e só recebemos reclamações dos clientes.
Isoo foi o resultado da mudança para CLT porca que foi feita.